Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

O diário de quem não nasceu

   Ontem foi o meu primeiro aniversário, eu iria completar o meus primeiros dias de vida...
Pensei mamãe que você fosse me dar uma festinha como todas fazem quando descobrem que estão GRAVIDAS.

Pensei que você fosse dar um beijo no papai, e adoraria que desse em mim também!
Porém a festinha não foi tão agradável como eu pensava.
De fato eu iria ganhar um presente, mas um presente que se vende nas farmácias; Pense no fato que esse presente tenha causado a minha morte, e você mamãe no entanto, nem chorou um pouquinho por mim, né?
Porque mamãe? Justo no meu aniversário?!
Pensei que fosse ficar feliz com a minha chegada, mas você não deixou eu caminhar nem a metade, você embarretou o meu caminho.
Eu sabia que por alguns meses, eu iria estragar sua beleza, porém havia prometido a mim mesmo, que iria ficar apertadinho para não lhe prejudicar; Eu deixaria para crescer depois que eu nascesse para o mundo.
Entretanto mais tarde eu iria conhecer o brilho do sol e das estrelas, mas iria conhecer principalmente VOCÊ e o PAPAI; Eu iria também ficar mudo durante 9 meses; Entretanto mais tarde eu iria contar toda a felicidade que sentia por ter você como minha mamãe! Iria conversar com você quando eu me sentisse triste, mas torcendo para que a alegria voltasse novamente para poder dividir com você também.
Sabe eu planejei tanta coisa...
Queria crescer muito e depois jovem, eu iria torcer para que as guerras acabassem e reinasse a paz no mundo inteiro.
Eu queria tanto crescer, para plantar no chão a minha existência em muitas rosas, para que o perfume embriagasse os homens e os deixassem incapazes de fabricar máquinas que matam.
Sim! Eu queria muitas coisas, mas você não permitiu !!!
VOCÊ ME ASSASSINOU!!!
Engraçado mãe, pensei que os pais amassem seus filhos a ponto de lhes dar a própria vida. Olha que esse era o meu plano quando eu estava no seu ventre.
Hoje já não posso planejar mais nada, pois faço parte do mundo daqueles que nunca falaram de pureza, de amor. Nunca sentirei o perfume das rosas e nem o cheiro da morte.
Espero que você mamãe se arrependa para que isso não aconteça com meus irmãozinhos que estão por vir.
EU A PERDOO mamãe! Apesar de tudo. E desejo que se de tudo ficar um pouco, que então fique um pouco de mim em você!

De: seu filho que não nasceu...
Para: minha mãezinha querida.

Sem data para não ficar no passado.

(pensem nisso antes de abortar um anjinho)

2 Comentários:

tecg1.com disse...

Um triste testo. E uma reflexão que devemos fazer sobre toda uma vida que está por vir através da gravidez de uma mãe.

Jeey Cee disse...

Nossa... isso foi pesado para mim =( mais é a realidade!

Postar um comentário

PageRank

  ©Garimpo Gospel - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo